quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

EXCLUSIVO: Entrevista com Clemente Pereira Jr., Vice-Presidente do Palmeiras

Almocei com um dos novos Vice-presidentes do Palmeiras, Clemente Pereira Junior, sócio do Palmeiras desde 1957, foi, na gestÃao de Affonso Della Mônica o Presidente do COF - Conselho de orientação fiscal do Palmeiras. Durante o almoço falamos sobre futebol (claro), sobre o Palmeiras (claro) e sobre a nova gestão de Beluzzo,(claro) o futuro do Palmeiras a permanência ou não dos novos talentos no verdão, acompanhe alguns trechos da entrevista:

F.P - Clemente, me fale como foi a sua entrada no Palmeiras e por quê?
C.P.J - A minha entrada na Sociedade Esportiva Palmeiras, foi um presente que me dei em 25/12/1957, ou seja, natal de 1957 quando tinha16 anos, pela paixão que nutria e nutro por essa bandeira.

F.P - Você tem alguma história curiosa no Palmeiras? Seja com atletas, viagens de delegação ou diretores?
C.P.J - Há muitas histórias curiosas no Clube, é difícil enumerá-las. Citando uma, em 1999, quando foi disputada a Libertadores, em Cali na Colômbia, a cidade estava repleta de bandeiras verde e branca, induzindo várias pessoas a pensarem que era uma homenagem ao Palmeiras, quando na realidade, o time adversário era exatamente verde e branco.

F.P - Em sua opinião, qual foi o melhor Palmeiras?
C.P.J - Vi vários times excepcionais, como os de 93/94 e 96, porém, sem dúvida alguma, a Academia, capitaneada por Ademir da Guia foi insuperável.

F.P - Em sua opinião, qual é ou foi o jogador que mais te impressionou no Palmeiras?
C.P.J - Esta é uma resposta decorrente da anterior, sem dúvida, Ademir da Guia.

F.P - O que podemos esperar dessa nova diretoria capitaneada por Beluzzo?
C.P.J - Podemos esperar modernidade do Clube, da gestão, e muito sucesso.

F.P - Quais são os projetos principais do Palmeiras?
C.P.J - Primeiro a modernidade da ARENA, da área social, dos esportes não profissionais, e naturalmente, o time profissional forte e vencedor.

F.P - Quais são os seus projetos para o Palmeiras?
C.P.J - Os meus projetos são, em primeiro lugar, dar apoio e respaldo total à gestão do Presidente Belluzzo e a conciliação de todas as alas (políticas), para que o Palmeiras, unido seja mais forte.

F.P - Ouvi dizer que o Atlético de Madrid vai levar o Keirrison após o Paulistão, vc pode falar sobre isso?
C.P.J - A intenção é a de que os jogadores contratados fiquem mais tempo no Palmeiras, não transacionando ninguém após o Paulistão.

F.P - Defina em poucas palavras o que significa o Palmeiras para você.
C.P.J - O Palmeiras é uma paixão difícil de descrever em palavras, pois ela nasce internamente, e as demonstrações são externadas por grande emoção. Minha família é toda palmeirense, minha mulher e meus 3 filhos.

F.P - Qual a sua opinião sobre as torcidas uniformizadas?
C.P.J - As torcidas uniformizadas fazem um espetáculo bonito nas arquibancadas, porém, seus associados devem ser cadastrados para não haver infiltrações estranhas ao torcedor.

F.P - Avalie o mandato do ex-presidente Della Mônica
C.P.J - O mandato do Presidente Della Monica, foi excelente, apesar das dificuldades existentes. O Clube foi recuperado, o time foi Campeão Paulista de 2008 e classificado para Libertadores.

Obrigado pelo bate-bola Clemente.

3 comentários:

Michelle disse...

Legal a entrevista! Gosto mto do Palmeiras e vi essa semana que contrataram o Sérgio do Prado para gerente administrativo. Sou mto a favor da profissionalização dos clubes de futebol...
Só espero que o Palmeiras não vença a minha Lusinha, depois do carnaval eu desejo boa sorte para o Clube! rss..
Abs.

Walter Gíglio disse...

Obrigado Michelle, fico muito feliz com suas palavras, também acredito que a gestão séria chegou ao Palmeiras, até porquê não existe outra opção para os clubes daqui.
abs

Michelle disse...

Minha torcida é para que todos os clubes do Brasil, incluindo a Lusa, que de uns anos pra cá anda de mau a pior, se profissionalize. O futebol nacional pode ser mto melhor! Abs e bom carnaval!