terça-feira, 17 de março de 2009

A nova derrocada do Guarani.


Na vice-lanterna do Campeonato Paulista faltando cinco rodadas, o Guarani tem grandes chances de enfrentar o Inter pela Copa do Brasil, em 8 de abril, rebaixado na competição estadual. O time não vence uma partida há 12 rodadas. Segundo o repórter Warley Menezes, do jornal Correio Popular, de Campinas, "a crise está feia".

Na segunda-feira, um dia após a derrota para o Oeste, de Itápolis, a diretoria demitiu o técnico, o gaúcho Guilherme Macuglia. Ele treinava a equipe havia apenas quatro rodadas, após a saída de Luciano Dias, que foi justamente para o Oeste. Até a tarde de segunda-feira, a diretoria não havia encontrado um substituto — o mais cotado é Vadão, que saiu do São Caetano após a derrota para o Corinthians.

Para o jornalista, a demissão de Macuglia foi uma forma de dar alguma resposta para a torcida. Após o jogo de domingo, houve muitos protestos na arquibancada e também do lado de fora do estádio Brinco de Ouro da Princesa. A polícia teve que agir para evitar tumultos no portão de saída dos jogadores.

O Guarani voltou da Série A2 em 2007. Em 2008, escapou do rebaixamento na última rodada. Neste ano, as dificuldades são as mesmas, ou ainda maiores. Quatro times vão cair. Em quatro rodadas seguidas, o Guarani tem pela frente concorrentes diretos na luta contra o descenso: empatou com o Noroeste em casa, perdeu para o Marília, perdeu em casa para o Oeste e no próximo sábado pega o lanterna, Mogi Mirim. A última partida será disputada em 5 de abril, e no dia 8, data do jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil, o time recebe o Inter já com seu destino selado no Estadual.

Neste ano, o clube sofre também com lesões e contratações mal-sucedidas. Jogador mais famoso do grupo, o meia Amoroso disputou apenas uma partida — o clássico contra a Ponte Preta — e sofreu uma contusão grave no joelho. Vai passar por cirurgia e ficar muito tempo sem jogar. Os três reforços contratados nos últimos dias antes do fim do período de inscrições não deram certo: o zagueiro Du Lopes jogou muito mal, o meia Danilo Rios (ex-Grêmio) machucou-se antes de estrear, mas ainda pode se recuperar a tempo de enfrentar o Inter, e o lateral-esquerdo Andrezinho levou meses para poder jogar, devido a problemas legais e à má condição física, estreando somente no jogo do último domingo.

Outro conhecido da torcida gaúcha, o lateral-esquerdo e meia Itaqui, emprestado pelo Grêmio, se lesionou no início do campeonato e dificilmente poderá jogar contra o Inter. O time-base escalado pelo técnico Guilherme Macuglia tinha: Douglas; Plínio, Maurício e Walter; Maranhão, Glauber, Claudinei Rincón, Bruno e João Paulo; Henrique e Fernando Gaúcho.
fonte: Zero hora.com

Um comentário:

Francisco disse...

É uma pena um tine com a tradição do Guarani cair novamente. Sem dinheiro e com a fraca categoria de base, o clube não tem muita opção. O único destaque que o clube teve o zagueiro Xandão foi vendido para a Traffic que repassou ao Fluminense. A saída vai ser mesmo vender o estádio Brinco de Ouro, e fazer um caixa com o dinheiro. O que precisa é de uma gestão sem paixão. Colocar gente que administre o clube de outra forma.